A política do pão e circo no desenvolvimento de software

5 04 2011

Ainda me lembro do Célio meu ex-professor de história entrando na sala de aula todo animado e dizendo: “Meus alunos, hoje iremos estudar sobre a política do pão e circo, falaremos da Roma antiga, do Coliseu e das lutas de gladiadores”. Realmente foi uma aula muito interessante e desde então jamais me esqueci desse assunto.

Um pouco de história

Na Roma antiga houve um alto crescimento urbano que gerou muitos problemas sociais. Isso foi impacto da escravidão que acontecia na zona rural que fez com que vários camponeses perdessem o emprego, tendo como alternativa a migração para a área urbana. Com medo que a população se revoltasse devido às péssimas condições de vida e a falta de emprego, o imperador resolveu criar a política “panem et circenses”, a política do pão e circo. Basicamente essa política tinha como base a realização de lutas de gladiadores pelos estádios da cidade (o mais famoso foi o Coliseu), sendo que nesses eventos havia a distribuição de alimentos como trigo e pão. O imperador tinha como objetivo distrair a população, pois quando se alimentavam esqueciam os problemas sociais e não pensavam em se rebelar.

Voltando ao desenvolvimento de software

Depois de termos relembrado a história, vocês devem estar se perguntando onde quero chegar com isso. Então vamos ao que interessa.

Antes de começarmos a desenvolver ou até mesmo durante a manutenção de um software, são comuns aquelas reuniões entre a equipe para definição das tecnologias, metodologias, padrões, técnicas, todo este emaranhado de coisas que irão fazer parte do desenvolvimento/manutenção do software. Porém, o que acontece é que em alguns casos isso tudo acaba se tornando “pão e circo” para esconder um pouco da nossa falha no desenvolvimento de software, que é quando não buscamos o entendimento completo do negócio para o qual o software está sendo concebido, perdendo o foco daquilo que realmente agrega valor para o cliente.

Acompanho alguns grupos que falam sobre desenvolvimento de software, mas quase todas as discussões que rolam são voltadas para o uso de uma determinada tecnologia ou uma das outras coisas que citei anteriormente. Dificilmente encontramos por aí discussões que tratam com mais ênfase da fase de entendimento do negócio. Quero destacar aqui a necessidade de focarmos mais no negócio/domínio do cliente. Já temos muitas soluções que funcionam, e muito bem, quando falamos da fase de desenvolvimento do software, o ponto que tem que ser resolvido agora começa antes mesmo de colocarmos a mão na massa. A concepção do domínio é um assunto que tem que ter uma importância maior nas nossas discussões sobre desenvolvimento de software.

A verdade é que os clientes também querem o “pão e o circo”, só que assim como aconteceu na Roma antiga “pão e circo” demais pode ser um sinal que às coisas não estão como deveriam. “O pão e o circo” faz parte do software que estamos desenvolvendo, porém cabe a nós definir a dose certa. Não devemos esquecer as coisas que realmente agregam valor e que serão diferenciais para alavancar os negócios dos nossos clientes.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: